Gest√£o Municipal
Publicado em 28/04/2008
Um prefeito, uma prefeita, um vereador e uma vereadora ao se elegerem n√£o se devem achar o Rei do munic√≠pio e sim o seu Servo. Devem respeitar todas as pessoas, as que os apoiaram e as que foram contra, e com humildade e fraternidade, aprendendo com todos, administrarem o munic√≠pio para todos. O munic√≠pio √© uma grande √°rea comunit√°ria e assim como a exemplo do Projeto vida no Campo que busca a harmonia dentro de um alqueire, esta mesma harmonia pode ser aplicada em todos os alqueires que comp√Ķem o munic√≠pio. √Č muito importante que a prefeitura tenha uma propriedade rural sustent√°vel ou que ap√≥ie produtores que querem buscar a sustentabilidade dentro de suas propriedades, porque acontecendo isto, automaticamente a zona rural ir√° compartilhar mais as informa√ß√Ķes, os conhecimentos, frutos de pesquisas de muitos anos que ocorrem naturalmente dentro de cada propriedade. Cabe aos administradores do munic√≠pio identificar a aptid√£o, a voca√ß√£o de cada propriedade e tamb√©m de seus propriet√°rios, para ent√£o orientar e ajudar que a propriedade tenha um projeto de explora√ß√£o vi√°vel e conseq√ľentemente todas as demais tamb√©m tenham seus projetos vi√°veis, que n√£o precisam ser necessariamente iguais.

Com a vis√£o do munic√≠pio, como um todo e n√£o fragmentado, obrigatoriamente a produ√ß√£o agr√≠cola ser√° diversificada. Com a diversifica√ß√£o, √© importante integrar os sistemas de produ√ß√£o, pois desta forma os produtores se tornar√£o parceiros se ajudando mutuamente para que todos tenham sucesso. O profissional que ir√° acompanhar a produ√ß√£o rural seja Agr√īnomo, Zootecnista ou Veterin√°rio, na grande maioria dos casos s√£o formados por institui√ß√Ķes de ensino que lhes d√£o uma vis√£o de produ√ß√£o em escala, grandes produ√ß√Ķes, principalmente voltadas para o mercado externo. Ser√£o no m√≥dulo rural do munic√≠pio ou do produtor parceiro do munic√≠pio que o t√©cnico ir√° poder ver com clareza, atrav√©s da pesquisa local, quais realmente v√£o ser as op√ß√Ķes vi√°veis para o munic√≠pio como um todo. Com certeza precisar√° trazer, de outros munic√≠pios, esp√©cies diferentes de plantas e animais, pois a monocultura est√° destruindo muito r√°pido a Biodiversidade produtiva, ao ponto desta gera√ß√£o de produtores rurais nem conhecer mais outras esp√©cies produtivas.

Com a diversifica√ß√£o da produ√ß√£o agropecu√°ria do munic√≠pio, ficar√° mais f√°cil converter o munic√≠pio a produ√ß√Ķes org√Ęnicas, agregando valor aos produtos agropecu√°rios e se gastando muito menos com sa√ļde p√ļblica, tendo alimentos saud√°veis, nutritivos, energizados e livres de agrot√≥xicos. A produ√ß√£o diversificada tamb√©m facilita pequenas agroind√ļstrias e conseq√ľentemente maior gera√ß√£o de empregos diretos e indiretos no munic√≠pio.

Para se trabalhar com a produção diversificada é obrigatório conhecer as técnicas de produção agro florestais, que podemos dividi-las em três sistemas:
A) Sistema de produção agrossilvicultural, que é a combinação de cultura com árvore.
B) Sistema de produção silvipastoril, que é a combinação de árvores com rebanho animal.
C) Sistema de produção agrossilvipastoril, que é a combinação de cultura, árvore e rebanho animal na mesma propriedade.

O Projeto Vida no Campo é fruto de dez anos de pesquisa sobre estas técnicas agroflorestais de produção, e recomendo a todos os administradores de municípios a ler este livro, que está à disposição do Partido Verde em qualquer lugar do Planeta Terra.

Marcos Alberto Seghese - Autor
Engenheiro Agr√īnomo
email: seghese@cesumar.br

Voltar
 
 Leia mais
› Senadora Marina Silva‏
› Encontro com Marina Silva
› Agricultura Familiar‏
› Agroind√ļstria Familiar‏
› A Import√Ęncia da Agroecologia para o Planeta Terra
› Agroneg√≥cio, um modelo esgotado‏
Veja mais artigos »»»
Topo  Voltar
www.projetovidanocampo.com.br
© Copyright 2019 - All Rights Reserved
Hozt Internet | Hospedagem e Web Design